Doenças


Toxoplasmose

A toxoplasmose é uma zoonose de distribuição mundial que acomete o homem e outros animais de sangue quente (mamíferos e aves), tanto de produção quanto de companhia, domésticos e silvestres, sendo causada pelo protozoário Toxoplasma gondii, única espécie existente no gênero.

Os felídeos, principalmente os gatos, desempenham papel fundamental na transmissão do T. gondii para o homem e outros animais, pois são os únicos hospedeiros que eliminam oocistos do parasito pelas fezes. Os oocistos são resistentes às condições ambientais. Os demais animais desempenham o papel de hospedeiros intermediários, transmitindo a infecção somente quando sua carne é consumida crua ou mal cozida ou por via congênita. Formas viáveis do T. gondii têm sido isoladas de grande variedade de carnes e estudos sorológicos têm evidenciado ampla distribuição da infecção entre os animais produtores desse alimento. Apesar de os bovinos constarem entre os hospedeiros mais resistentes ao T. gondii, o papel da carne bovina na transmissão da toxoplasmose permanece obscuro e são necessárias pesquisas para a determinação de animais infectados dentre os bovinos abatidos.

Suspeita-se que bovinos possam servir de fonte de infecção para os consumidores que têm o hábito de consumir carne bovina crua ou mal cozida. Os manipuladores e os consumidores de carnes devem ser alertados quanto ao risco de infecção por T. gondii por meio desse produto e orientados quanto à necessidade de adoção de medidas higiênicas e preventivas que visam minimizar a possibilidade de infecção desses indivíduos.

Como reconhecer

A doença apresenta-se geralmente de forma latente. Ocorre em animais de estimação e produção incluindo suínos, caprinos, aves, animais silvestres, cães, gatos e a maioria dos vertebrados terrestres. Nos bovinos, suínos e cabras acarreta abortos e nascimentos de fetos mal formados, causando perdas econômicas.

Em poucos casos ocorre febre, com respiração acelerada e dificultosa, tosse, ranger de dentes, inapetência ou decúbitos permanentes. Nesses casos, espécimes do parasito podem ser encontrados em esfregados de órgãos lesados.

O diagnóstico é realizado pela sorologia, ou seja, detecção dos anticorpos específicos contra o parasito.

Como tratar 

Na maioria dos casos não é necessário tratamento já que o sistema imunitário geralmente resolve o problema. Em animais prenhes ou em imunodeprimidos usa-se espiramicina, pirimetamina, sulfadiazina.

Como evitar

As medidas de prevenção da toxoplasmose são: a higiene ambiental, principalmente evitando a presença de gatos na propriedade; orientação e o tratamento específico de gatos e de outros animais doentes ou portadores por médico veterinário.


Veja mais


  • 01
  • | Total: 1 items