Doenças


Verminose

Verminose é uma doença causada por várias espécies de parasitas, uns mais patogênicos e outros menos. A verminose causa grandes prejuízos, podendo levar até a 20% de redução da produção leiteira e diminuição do desenvolvimento de animais jovens.

Estima-se que bovinos parasitados com verminose chegam a apresentar perda de peso de até 40kg por ano, aproximadamente.Em ovinos e caprinos os prejuízos são principalmente mortalidade de animais jovens devido a altas infestações de vermes, baixo ganho de peso, má qualidade da lã, entre outros. 

Os equinos apresentam os mesmos sintomas acima citados, embora algumas espécies de vermes possam causar cólicas e até tumores, mas a maior influência está relacionada à diminuição do desempenho dos animais.

Animais infectados com os vermes adultos eliminam ovos destes parasitos com as fezes. Os ovos transformam-se em larvas que contaminam novamente as pastagens.

A gravidade da verminose e a intensidade da infecção por vermes estão diretamente relacionadas com a espécie de verme e o grau de infecção, e este por sua vez, depende de diversos fatores, tais como as condições climáticas, solo, vegetação, tipo de exploração, raça e idade do animal, e o tipo de pastagem e condições dos animais.

Animais sujeitos a uma criação mais intensiva são forçados a se alimentar sem muita seletividade e próximos aos bolos fecais. Isto faz com que adquiram cargas maiores de vermes, o que, somado ao fator nutricional, leva a uma quebra de imunidade e maiores percentuais de mortalidade. 

Como reconhecer

Todos os animais criados a campo estão sujeitos à verminose, especialmente os mais jovens. Todavia o diagnóstico visual da verminose é muito difícil, a não ser em estágios mais adiantados da doença, em que os animais apresentam emagrecimento, pelos secos e arrepiados, anemia, fraqueza e perda de apetite. Em alguns deles, aparece um aumento de volume sob a mandíbula, chamado no campo de "papeira".

Para a comprovação da verminose, é melhor submeter seu rebanho a exames laboratoriais, que devem ser solicitados ao médico veterinário.

Como tratar

Fazer o uso de vermífugos estrategicamente.

Como evitar

O controle dos vermes na propriedade requer medidas de manejo e principalmente a realização de exame de fezes através do OPGF e coprocultura que detectam os graus de infecção no animal e de infestação nas pastagens e os tipos de vermes presentes, para a aplicação correta de vermífugos (anti-helmínticos).

A aplicação deve obedecer ao controle estratégico, que recomenda vermifugar os bovinos no início da estação seca, meio da seca e início das águas para o gado de corte, e uma quarta aplicação no meio da estação chuvosa para o gado de leite.  Este período coincide, em aproximadamente 60% do território nacional, com os meses de maio/julho/setembro. É importante lançar mão de medidas de manejo, tais como:

Rotações: cultura, pastagens, espécies animal e de princípios ativos;

Nutrição e manejo sanitário corretos;

Tratamento de animais recém adquiridos antes de colocá-los nas pastagens junto com outros animais;

Separação de animais por faixa etária;

Aferir as pistolas dosificadoras;

Aplicar a dose correta, baseando-se no peso do animal, obedecendo as indicações do fabricante do produto;

Eliminação de estercos de maneira correta e sua utilização correta como adubo orgânico;

Água de bebida de boa qualidade;

Evitar superlotação de pastagens;

Seleção genética de animais resistentes; 

Produtos Vinculados: Absolut, Aldazol 10 CO, Centurion, Lancer, Lancer LA, Prontal VP, Ranger, Ranger LA, Ranger LA 3,5%, Ranger Premix


Veja mais


  • 01
  • | Total: 1 items